segunda-feira, 24 de novembro de 2008

...Revolução...

Caio com a cabeça no parapeito da janela, a tristeza pesa mais que a gravidade. A respiração é quase nula como se tivesse a hibernar, a mágoa aperta. Aquela noite. Aí aquela noite! Não me sai da cabeça, é a dor fundeada na minha essência. Cabisbaixo tento olhar em frente, mas não vejo mais que aquela velha árvore do meu jardim. Nestas alturas fala-se para o ar, como se passássemos a acreditar em Deus, como se ele fosse a atmosfera, a água, o céu e a terra.
Não pode ser! A sociedade está em depressão. Porque buscas o que não vês? Acreditas? Acredita! Deus não é ser mais papista que o papa, vestido com longas vestimentas bordadas a ouro, pago com maquias exorbitantes de pessoas que passam fome. É a ironia da vida, o engano dos cegos, a fome dos pobres. Só um louco desejaria sofrer, mas quem sofre jamais perderá a sua humildade. Procura esse equilíbrio. A vida não é fácil. Não te enganes. A minha não é. A tua não há-de ser.
Deslizo para fora daquela janela. Começou a chover. O Vento dança valsas alegres nas copas das árvores. A vontade foi enorme. Apoderou-se de mim. Saí pela porta fora como se esperasse algo do outro lado (ou alguém). Era só chuva. Pronuncio de solidão. Uma pequena flor desabrochava no chão, apesar da Natureza adversa. Passei a mão numa carícia. Como podes tu estar de pé, debaixo da torrente de água, e eu aqui? Perguntei, recordo-me.
Dá força. Liberta esperança. Canta vitória. Não estás sozinho. Luta, a força está na vontade. Emancipa-te. O mundo é bom por ser assim. Tudo sobe, tudo desce. Tudo cresce, tudo acontece. E tu? Revoluciona! Acredita! Sente de coração e deseja!
A chuva parou. O sol raiou. Ela chegou a tua porta…
Dá o grito do Ipiranga!!! Que liberdade...













Peço desculpa pela demora mas as frequencias dão-me cabe dos planos todos =0)

12 comentários:

catarina santos disse...

eu adoro alguns poemas dela :) sao incrivelmente lindos!

P. disse...

Escreves bem !

[Invasao =$]

P. disse...

Obrigada !
Gosto bastante da maneira como escreves ! ='D

Ana Moreira disse...

Parabéns! Os teus textos são cada vez melhores! Gostei especialmente da mensagem que transmites :)

catarina santos disse...

parabens por este belo texto * ;)

Qel disse...

«O Vento dança valsas alegres nas copas das árvores».

Rendi-me a uma só frase. Adorei *

Pssst disse...

Gostei, gositei das tuas palavras
Fiz um peuena invasão. xD espero que não te impostes.

Patrícia Santos disse...

A profundidade com que escreves..
gostei imenso :D

verinha disse...

Estes textos são qualquer coisa fantástica. Complexo mas muito interessante. Adorei e espero que pelo menos na pouca frequência haja sempre um texto novo assim ou ainda melhor ;)
parabéns

Patrícia Santos disse...

Obrigada, mesmo :D

qanto ao qe disse, mantenho completamente ihih

Marta Rosa disse...

Gostei. Mesmo :)

Pssst disse...

=)