terça-feira, 23 de dezembro de 2008

*FELIZ NATAAAAAAALLLL*




O calendário natalício que escondia pequenas delicias de chocolate marcava o dia 24. O Cuco do relógio já não cantava, mas sim, espirrava as 11 badaladas, talvez pelo frio que se havia instalado fazia 3 dias ou pela neve que quedava suavemente aqui em wallstreet avenue. Olhava em redor e via a casa decorada a rigor para a altura. Véspera de Natal. Segredavas-me ao ouvido palavras de felicidade contagiante. Sorria como resposta, nunca havia sido de muitas palavras. Os pensamentos levavam-me numa viagem impressionante até ao outro lado do mundo. Pensava nas crianças que queriam comer e não podiam nem por ser Natal, naquelas que queriam que fosse Natal todos os dias porque teriam todos os dias algo com que se alimentar, e naqueles que nem sonhavam que era Natal, na farsa que é dizer que o Natal é sempre que o homem quiser.
Sentia a mão dela no meu cabelo, os lábios dela a procurarem o meu rosto, e a estimularem a minha libido.
Tinha-mos mesa cheia, com todas as iguarias possíveis e imaginarias, e com um aspecto!
Quando tudo está bem os relógios aceleram, o mundo roda mais rápido, os corações batem mais forte.
As dificuldades fazem-nos esquecer que vivemos todos debaixo do mesmo céu, em cima da mesma terra. Abracei-a, e beijei-lhe a testa, senti o meu pequeno mundo á volta dela. era Natal, tempo de festa, tudo parecia alegre, até os flocos de neve deambulavam ao ritmo do vento. No Natal não há política, não há crises, não há inimigos. Pelo menos para os que têm Natal.













Queria desejar a todos um feliz Natal e um Bom ano Novo! O meu vai ser brutaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaalllllllllllllllllllllll =P E espero que Ano novo seja mesmo vida nova...Biejinhos abraxox e muitas prendinhas =0)

3 comentários:

catarina santos disse...

um bom texto :)
feliz natal :p

Qel disse...

«Quando tudo está bem os relógios aceleram, o mundo roda mais rápido, os corações batem mais forte».
Tanta verdade numa só frase. O tempo real/ voa quando o aproveitamos da melhor maneira.
Feliz Natal ;) *

Ana Moreira disse...

Espero que tenhas tido um óptimo natal e desejo-te, desde já, um fabuloso 2009! :)

"As dificuldades fazem-nos esquecer que vivemos todos debaixo do mesmo céu, em cima da mesma terra." - Esta frase tocou-me especialmente. Extremamente bem conseguida, uma análise muito inteligente.
Cada vez me dá mais gosto ler o que escreves. Adorei o texto. Parabéns, Diogo! :)

Um grande beijinho