quarta-feira, 3 de setembro de 2008

...Amigos Amigos namorado a parte...


Desistir ou não desistir eis a questão! Já não sei como obter respostas, estou a cometer o maior erro e não sei solucioná-lo, o erro de pensar em vez de sentir, erro comum mas fatal a muitos bons congéneres humanos.
Neste momento sou o folhado denso da copa de uma árvore, não vejo o que vem para lá do topo, não vejo o céu…tenho curiosidade de o ver, mas estou preso…
Não me vejo em bom porto, já nem consigo ver o meu rosto espelhado na mais límpida água…está baço como quando se toca com a pontinha do dedo na mais calma laguna e de um epicentro afastam-se ondinha pequeninas e a imagem desfigura-se.
Noz a quem não tem dentes não é verdade?
Cresço, cresço mas nunca deixo de ser menino com coração de leão!
È o mundo nos meus ombros, e ainda assim resisto a tentação que é desistir…

2 comentários:

Ana Moreira disse...

Um rapaz que escreve... Tão raro como um trevo de quatro folhas! :)
Gostei muito daqui! Continua ;)

José Pedro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.